Terapia do Riso

 Uma pessoa já não pode ser feliz...estava eu e a minha irmã à conversa no quarto, de repente deu para a palhaçada (ela é muito cómica e tem umas saídas deveras engraçadas) e de um segundo para o outro só se ouviam as nossas gargalhadas, não é que oiço o telemóvel tocar vejo que é o meu pai (estava na sala, mas é muito preguiçoso para levantar o rabinho e vir aqui, de qualquer forma sempre é melhor via telefónica do que mandar um berro) e ele diz-me «Já passa da meia-noite, temos vizinhos, não façam barulho»?! Agora não me posso rir? Eu sei que me rio muito alto, ainda por cima era daquelas gargalhadas que duram e duram (até deitei umas lágrimas de tanto rir), mas tenho de as conter porque este prédio é uma tanga e se ouve muito bem o que se passa nas outras casas? Ainda por cima levo várias vezes com a música aos berros ou o cirandar de saltos altos da vizinha de cima (muito irritante, trust me)...acho que comparado com isso um riso não há-de perturbar-lhes o sono, mas se for o caso peço desculpa só que se estou feliz gosto de o demonstrar.
 Aliás acho que esse é o problema de muitas pessoas: não exprimirem os seus sentimentos, em vez disso retraem-nos, deixam-nos enclausurados durante um tempo indeterminado, o problema é que muitos deles acabam por vir à tona quando já não fazem sentido, depois do momento que os criou ter passado... É assim que se criam arrependimentos e pensamentos do género «E se?», por isso não pensem demais (também não deixem de pensar), não guardem tudo (seja tristeza, felicidade, raiva, angústia) só para vocês, porque haverá sempre alguém com quem podem contar. Eu por exemplo posso contar com a pateta que está sentada ali na secretária que há bocado me fez um ataque de cócegas e que muitas vezes fazes com que eu diga «Só tu para me fazeres rir nesta altura».
 Por isso riam, sorriam, chorem, gritem (isso se calhar já incomoda os vizinhos)...deixem os vossos sentimentos saírem cá para fora todos vaidosos.
 E acima de tudo: sejam FELIZES! É que ainda por cima rir só faz é bem...
 Vai na volta e eu com estas gargalhadas se calhar até estou a inspirar aquelas almitas sem cor a quererem dar gargalhadas como estas, porque a verdade é que muitas vezes quando vejo alguém sorrir ou a rir, também eu tenho vontade de o fazer.
 E aqui vos deixo uma coisinha para também se rirem: eu e as minhas amigas temos um grupo privado no facebook, ou seja, escrevemos lá novidades que só nós temos acesso, e hoje a minha amiga R. deixou o seguinte «Hoje caiu-me um cócó de pássaro em cima. Assim se resume o meu dia», ao que a nossa amiga S. (que também é muito cómica) responde «é caso para dizer: dia de merda!!»

Comentários

MNZ1 disse…
A tua Mãe comentou a risada que havia no quarto e até disse com este barulho não vale a pena de ir-me deitar para depois estar a manda-las calar …
Eu sabia que ia sobrar para mim, foi por isso que telefonei para o meu papel de mal humorado L não ser muito intenso.
Pelos vistos não foi mal de todo pois deste a volta por cima LOL
Façam o favor de serem felizes 
Comparando a vida a uma viagem de comboio, em que se cruzam linhas,descemos de carruagem nas "estações" da vida, em constante mudança...ora viajamos em 1º classe, ora em "5ª" classe...Neste momento sinto que seguimos na mesma carruagem,eu, tu e a Madalena, a carruagem do"juntem-se a nós e riam a bom rir". Mas sinceramente, sabes que tenho um "Cromo" que segue noutra linha e noutra carruagem que diz "Só para adolescentes" e isto de saltitar de carruagem em carruagem deixa-me sem folego e precisava MESMO de ler um pouco e dormir! Desculpem as Princesas pela telefonema que desencadiei.
P.S Tenho pena de não ter acesso ao vosso grupo fechado de amigas,certamente é uma risada, porque vocês e as vossas amigas quando estão comigo são muito...."soltas";)

Mensagens populares