Quando a vida nos foge sem aviso

 Já tantas ouvimos inúmeras pessoas dizerem «a vida são dois dias» e não demos importância, mas quando acontece algo que nos faz abrir os olhos apercebemo-nos que, infelizmente, essa constatação é verdade e a partir daí mudamos, inconscientemente mas mudamos. Passamos a ter outra atitude perante a vida, uma palavra tão pequena e que nos pode fugir de um dia para o outro, sem darmos por nada...
 Não quero acordar um dia e pensar «e se...», não quero ter arrependimentos, não quero ter sonhos por realizar, não quero pensar que devia ter aproveitado melhor, não quero deixar escapar oportunidades, não quero divagar no que poderia ter acontecido... Quero ter histórias para contar, quero ter bons momentos para recordar, quero ter objectivos cumpridos, quero sentir que vivi ao máximo, quero sentir-me realizada, quero saber que dei o meu melhor, quero olhar para trás e ver que fui feliz.
 Por isso deixem-se de coisas, ignorem o que só complica, valorizem o que realmente importa e aproveitem, mas não se fiquem pela metade, dêem tudo o que têm para dar, façam tudo aquilo que querem, sejam irresponsáveis e não ponderem as consequências, mexam-se para conseguirem tudo com o que sempre sonharam, se assim o fizerem quando chegar a vossa hora vão poder ir em paz e quem ficar para vos chorar saberá que foram felizes!


Comentários

Ser irresponsável não! Ser "irresponsável" sim, perdermos a cabeça por um sonho, um grande amor...mas tendo consciência que a nossa vida é um somatório das nossas escolhas.E os nossos sonhos devem ter umas boas pernas para andar.

É como quando viajava de comboio,de inter-rail, tinha a escolha da estação em que queria sair, que linha queria tomar, sempre procurando um destino, sempre procurando manter-me na mesma carruagem que seguiam aqueles que de quem gostava. Mas sabia que o caminho e o meu destino dependiam dessas minhas escolhas.
A vida é assim! Só não podemos escolher o momento em que aqueles que amamos vão sair da nossa carruagem, apeando-se numa estação que lhes "cortou" o caminho. Não sabemos onde fica a nossa última estação! Por isso devemos aproveitar ao máximo a nossa viagem, explorar todas as encruzilhadas, decidir que linha tomarmos conscientemente, mas sem medo, apear-nos em algumas estações sim, quando o sinal nos avisar! Sermos "irresponsáveis" mas conscientes que daí depende o destino da nossa carruagem, da nossa vida.
Inês M. disse…
Adorei o seu texto :) tem toda a razão! Palavras sábias...
Eu ADOREI o teu texto, só achei que faltavam as "aspas" no "irresponsável".
Conheço-te bem e sei ler o exatamente o que te vai na alma! Mas nem toda a gente lê da mesma forma, as almas são infinitamente diferentes!
Catarina Oliveira disse…
"One day baby we'll be old" and have lots of stories to share *****

Mensagens populares