Montar uma árvore de Natal não é simples!

O que à primeira vista parece ser algo alegre e engraçado de se fazer pode tornar-se numa tarefa a que muitos desejam escapar, montar uma árvore de Natal é uma delas. É preciso alguém que aguente viagens de carro com crianças cheias de energia, subir até a um sótão escuro e cheio de teias de aranha, carregar caixas pesadas, encaixar uma carrada de ramos de um pinheiro artificial de dois metros e meio, controlar os diabinhos para não comerem os chocolates e ter energia para, no final, conduzir até casa sem adormecer.


Na minha família já é tradição no dia 1 de Dezembro decorarmos a casa com enfeites de Natal, montarmos a árvore e pendurarmos o calendário do advento. É o dia para estar em família, escrever a carta ao Pai Natal e comer o chocolate da janelinha de dia 1. É o dia para deixar as preocupações de lado e encher o coração de alegria, começar a pensar na noite de Natal e nos sorrisos que queremos distribuir.


O ano passado não foi excepção e lá fui com os meus primos até à nossa casa de férias, onde passamos sempre o Natal, para montarmos a árvore com a nossa avó. Como saímos de Lisboa à hora do almoço parámos no Mcdonald’s para alimentarmos as pequenas feras. Ora, ir a um sítio destes com crianças é algo bastante confuso, querem todos ser os primeiros a pedir, querem escolher o brinquedo que sai no Happy Meal, falam (e berram) ao mesmo tempo...foi uma refeição muito barulhenta, mas com certeza animada.
A paragem seguinte foi o Lidl, desta vez só eu e a minha irmã é que saímos com o nosso tio, as crianças ficaram à espera dentro dos carros entretidas a ouvirem música e a cantarem, todos muito afinados claro. Carregados de chocolates em forma de Pai Natal voltámos para o carro e seguimos para o destino.
Assim que chegámos a casa percebemos quem é que iria ter o trabalho todo, pois as crianças desataram a correr pelo jardim, umas foram para o quarto dos brinquedos e outras foram buscar bicicletas, a partir desse momento já não havia nada a fazer para que as convencêssemos a montarem a árvore.
Visto que guardamos as tralhas todas no sótão foi precisamente aí que começou a nossa odisseia. Levámos o escadote para o segundo andar e encostámo-lo ao armário que fica debaixo da abertura que dá para o sótão, um dos tios subiu com uma lanterna e foi-nos passando as caixas, pesadas e grandes, que recebíamos com receio de as deixar cair. Com todo o material necessário descemos para a sala e lançámos mão à obra. Começámos por montar, literalmente, o pinheiro mas visto que tem dois metros e meio de altura não foi tarefa fácil. Até tinha uma ordem para colocarmos os ramos, com secções divididas pelas primeiras seis letras do alfabeto, fazendo crescer o pinheiro do chão até ao tecto à medida que íamos encaixando as peças no devido lugar.
Quando chegou finalmente a parte engraçada, a de recheá-lo de enfeites, reparámos que as nossas luzes de Natal estavam todas fundidas e como são a primeira coisa que colocamos tivemos de pensar numa solução. O que nos salvou foi o facto de agora existirem lojas de chineses em todo o lado, inclusive ali, e fomos lá comprar umas.
Depois de termos as luzes colocadas chamámos as crianças para virem pôr os enfeites, mas cada uma só quis contribuir com um, voltando rapidamente para as suas brincadeiras. Resumindo, quem enfeitou a árvore fui eu, a minha irmã, a nossa tia e a nossa avó. Aposto que vão estar mais colaborativos quando for para comer os chupas de chocolate em forma de Pai Natal que pendurámos na árvore prontos a serem atacados na consoada.
Gosto muito desta época natalícia e ando sempre a fazer de tudo para tentar imbuir aqueles que me rodeiam deste espírito natalício que é tão mágico e gosto de ter primos mais novos que ainda acreditam no Pai Natal e trazem imensa felicidade a esta quadra.


            Este ano só vamos montar a árvore no dia 14, porque os meus primos estão a crescer e já têm muito que estudar. Nas últimas semanas andaram cheios de testes e só agora é que têm tempo livre. De qualquer forma já todos sabemos que aquelas 14 mãos extra não vão servir de grande coisa, mas as suas 7 bocas de certeza que nos vão fazer notar a sua presença.

Comentários

A tia Sofia é a que come mais chocolates, mas e segredo, shiuuuu....

Mensagens populares